segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

1º dia - 22/12/08 - Diário do Piloto

Saímos às 6:45h da manhã (aqui no Uruguai não se usa o acento til e outros acentos = pedimos desculpas), com praticamente uma hora e quinze de atraso. Primeira parada em Cachoeira do Sul, no posto Papagaio, para um café e abastecimento da Catarina. Lá foi necessário, apesar do calor, vestirmos a calça segunda pele, em função do suor que nos castigava. Este vestuário absorve o suor e o expele para fora, causando um maior conforto para os motociclistas. Seguindo viagem paramos em Rosário do Sul, onde abastecemos e almoçamos. Em Rosário conhecemos o Sr. Roberto e sua esposa, também motociclistas que vieram conversar conosco. Experientes já foram para Ushuaia e região dos lagos com sua XT 600. Foi ótimo conhece-los. Isto é que fascina neste mundo do motociclismo: é uma grande comunidade onde todos se identificam e se predispõe a auxiliar no que for preciso. A conversa rola leve e solta quando motociclistas viajantes se encontram. Também em Rosário um pequeno incidente = Caímos de moto. Nada grave, sem aranhão algum tanto em nós como na Catarina. Estava saindo do posto e era necessário subir uma pequena lomba, quando um carro cruzou a estrada e para não bater parei e perdi a velocidade, ato contínuo, já era, quem disse que eu poderia segurar a gigante Catarina carregada. Sem chance, a Catarina foi para o chão, eu pulei e a Adelaide conseguiu parar de pé, com a moto entre as pernas. Mas como dizem, quem é motociclista, ou já caiu de moto ou vai cair. Hoje foi a nossa vez = faz parte da aventura. Para ergue-la, somente com ajuda. Em Santana do Livramento resolvemos fazer a revisão dos mil quilômetros. Poder fazer a revisão ainda no Brasil, tirou um peso de preocupação da minha cabeça. Merece registro o excelente atendimento da revenda Honda de Santana do Livramento, não só priorizaram a revisão da Catarina, como não mediram esforços para terminar o serviço no menor espaço de tempo possível = recomendo para os motoviajantes. Agora, revisão só nos 3.000 km, provavelmente em Comodoro Rivadávia. Lá em Livramento aproveitei também para passar a máquina zero no meu cabelo. Estou carequinha, o que para mim se torna uma praticidade e tanto, não precisando mais me preocupar em pentear o cabelo. Gostei do novo visual. De Rivera, vencidos os trâmites legais, rumamos para Tacuarembó no Uruguai. Quase decidimos tocar até a Argentina em Colón, mas significaria mais 240 km e já eram 18:30h. Foi acertada a decisão de ficarmos por aqui. Tacuarembó é uma cidade agradável, com 40.000 habitantes. No entardecer, aproveitando o horário de verão, adotado também aqui no Uruguai, as pessoas vão para as praças e calçadas tomar chimarão em uma cuia pequenina. É realmente interessante observar esta comunidade. Tudo muito diferente. Também chama atenção a quantidade de motos pela cidade. É muita coisa. É moto para todo o lado. Pousamos no Hotel Tacuarembó, bom e barato. Jantamos uma enorme pizza, acompanhado de uma Pilsen. Jantar muito barato também. Amanhã pretendemos seguir viagem a partir das 7:00h. Penso inclusive em avançar mais no nosso roteiro. Quem sabe chegar mais perto de Bahia Blanca. Merece meu registro a simpatia e solicitude deste povo de Tacuarembó. Agora são 22:20h e vou me recolher para recuperar as costas e me preparar para mais uns 700 / 800 km. Hoje foram 640 km, mas podíamos mais. A Adelaide está indo bem, excelente co-piloto. Não se mixou nem na queda, aliás, demostrou uma grande calma. Eu é que fiquei ansioso. Também pudera. A pior coisa para um motociclista é ver sua moto deitada = é brabo.
Até a próxima postagem, já na Argentina, nos limites da Patagônia. Abraço a todos.

7 comentários:

  1. Aé,galera, estamos torcendo por vocês! Boa viagem!
    Baroni e Leticia - São Francisco de Paula-RS

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    É bom ler um relato já no primeiro dia.
    Apesar do susto parece que as coisas vão indo bem.
    Boa sorte! Estaremos acompanhando vocês.
    Abraços e boa viajem!
    Nino,Bibi & Camila.

    ResponderExcluir
  3. legal, foi um bom começo!!!!o tombo faz parte!abração e sigam bem! bjos, dinda Eliana

    ResponderExcluir
  4. Beleza de relato. Pobre da Catarina... Recém nascida e já levando seus tombos...hehehe.
    Abração e sigam bem... Estamos acompanhando também

    ResponderExcluir
  5. Ola pessoal, que o dia de viagem tenha sido tranquilo. Logo na nossa cidade tinham que levar um susto....que bom que tudo esta bem....parabens pelo blog...apartir de hoje estaremos acompanhando a viagem...aproveitem..visitem...muitas fotos...e é como no livro do Amyr..só indo para sentir toda a emoção...grande abraço e na volta se der tempo ja estão convidados para um assado em Rosário...
    Suerte e grande e boa viagem...
    Roberto e Adriana

    ResponderExcluir
  6. Ola Meu Amigo tudo bem? Apesar do susto?
    Cheguei de Mostardas e vim correndo ver as noticias, fiquei feliz em saber que já estão na estrada. Mundo pequeno (nós motociclistas o tornamos pequeno). Roberto e Adriana já nos recepcionaram em Rosário, são pessoas especiais.
    Amigo que DEUS continue sendo o participante mais importante desta viagem, pois com ele terão a certeza da volta e ela é mais importante que ir.
    Serra. Rio Grande

    ResponderExcluir
  7. Sherlei, Ale e JP28 dezembro, 2008 23:32

    Te cuida, ja estrapolou a meta de quedas, boa sorte.

    Sherlei, Ale e JP.

    ResponderExcluir